A Ouvidoria Geral do Estado participou na tarde desta terça-feira (16), de uma audiência pública para a realização do 38º Fórum Paraibano de Ouvidorias (FOPO), no auditório da Câmara Municipal de João Pessoa. A sessão, presidida pelo Ouvidor Geral da Câmara, Marmuthe Cavalcanti (SDD), enfatizou os trabalhos desenvolvidos pelas ouvidorias e sua importância para o fortalecimento e participação popular.

A mesa de abertura foi composta pela Ouvidora da FACENE/FAMENE e Coordenadora do FOPO, Marlene Ramalho, a Ouvidora Geral do Estado, Tânia Brito, o Ouvidor do Ministério Público Estadual e Vice-coordenador do FOPO, Marcos Vilar, a Ouvidora da Assembleia Legislativa, Liliane Targino, o Ouvidor da Prefeitura de João Pessoa, Antônio Jácome e o Ouvidor da Câmara Municipal Marmuthe Cavalcanti (SDD).

A coordenadora Geral do FOPO, Marlene Ramalho, esclareceu as atribuições do ouvidor e a importância do trabalho desenvolvido nas diversas secretarias e órgãos públicos e privados. “É um avanço muito grande na nossa democracia, um canal de ligação direta com a população e a própria instituição ganha com essa importante ferramenta”, afirmou.

Na oportunidade foi destacada a abertura de diversos canais de comunicação, a exemplo das redes sociais e de uma linha telefônica para contato direto dos cidadãos com a Câmara, além da criação de uma cartilha da ouvidoria parlamentar. De acordo com o vereador e secretário-geral do FOPO, Marmuthe Cavalcanti desde o início dos trabalhos, já foram recebidos cerca de 270 manifestações, entre sugestões, idéias e críticas relativas ao funcionamento da Casa Legislativa. “Estamos lutando para que a CMJP seja cada vez mais transparente, participativa e acessível aos cidadãos”, disse.

A Ouvidora Geral do Estado, Tânia brito, apresentou a síntese do Encontro de Avaliação e Planejamento da Rede de Ouvidorias, realizado na última quinta-feira (11), ressaltando a necessidade de fortalecimento de uma política de difusão interna e externa deste instrumento. Ela também concedeu entrevista a Tv Câmara sobre a importância da criação do FOPO para a expansão das ouvidorias no Estado. 

A próxima reunião do Fórum está prevista para fevereiro de 2015 e tem como foco o 2º Encontro Paraibano de Ouvidorias, a Ciranda de Ouvidorias e continuidade das apresentações de ouvidorias públicas e privadas na Paraíba.